San Gimignano e seus Javalis

san gimignano

La città delle belle torri, San Gimignano é uma jóia medieval, perdida nas colinas da Toscana. A história nos conta que eram 72 torres em seus tempos áureos de parada quase obrigatória de peregrinos em seu caminho para Roma. Seu desenvolvimento ocorreu principalmente nos primeiros três séculos após o primeiro milênio, quando a cidade se encontrava em uma localização geográfica estratégica na Via Francigena, caminho que tornou-se na Idade Média a rota dos peregrinos que vinham principalmente da França, e atravessavam o país em direção à capital, tornando-se assim um dos principais locais de trânsito e descanso para todos os viajantes.

A cidade foi atingida em cheio pela peste negra e perdeu 1/3 de sua população, iniciando-se assim um longo período de declínio. No entanto, seus tesouros continuam encantando a todos que circulam por lá diariamente para conhecer suas 13 torres remanescentes, e passear por esta pequena cidade da região da Toscana, tão rica em obras de arte e  arquitetura. Um  belíssimo burgo medieval no alto de uma colina, com suas belas torres e muralhas.

Em San Gimignano a carne de javali (cinghiale, em italiano) é um dos pratos mais tradicionais. Muitas vezes é acompanhado por Pici, uma pasta local que lembra muito um spaghetti, só que mais gordinho. Esta pasta é um pouco diferente pois a massa é tipicamente feita a partir apenas de farinha e água. A adição de ovo é opcional, de acordo com as tradições de cada família ou restaurante. Temos em muitas osterias e ristorantes o famoso Pici àl ragu di cinghiale ou simplesmente Pici àl sugo di cinghiale.

carne de javali

Vale a pena fazer uma parada no delicioso passeio por esta verdadeira Manhattan medieval e fazer uma pausa em um de seus tradicionais restaurantes para apreciar sua culinária local e tomar um dos vinhos toscanos mais conhecidos e tradicionais: Vernaccia di San Gimignano – um vinho branco, leve e pouco alcóolico, ideal para um aperitivo nos dias quentes de verão. Ahhhhh…. Só para registrar, esse vinho é citado por Dante Alighieri na “Divina Comedia”, um verdadeiro clássico!.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s