Firenze, Fiore e Filippo

Eu não consigo escolher qual igreja eu acho mais linda e apaixonante na Itália, mas se formos falar em escolher uma pelo nome, a Santa Maria del Fiore é a minha predileta. Reza a lenda que Florença foi fundada pelos Romanos na festa da primavera, dedicada à deusa romana Flora, e daí nasce a origem do nome Fiorenza, que vem da palavra Fiore.

Na idade média, quando se inicia a construção da catedral, a cidade ainda era chamada pelo seu nome em latim, e assim ela ficou iniciou conhecida como Nossa Senhora da Flor… O símbolo da cidade também é uma flor, a flor-de lis, e é reconhecido em todo o mundo como um símbolo de poder e soberania… Eu acho tão poético…

                                     250px-fleur_de_lis_of_florence-svg                          250px-fleur_de_lis_of_florence-svg

A catedral teve sua construção iniciada no final século XIII, mas foi somente no século XV, com Filippo Brunelleschi, um dos maiores e mais influentes arquitetos da Renascença Italiana que ela obteve sua fama. Hoje você pode ver uma estátua dele pertinho da catedral.

A história começa um pouco antes, quando dois artistas: Brunelleschi e Ghiberti,  disputaram o concurso para elaborar o projeto das portas do Batistério do complexo do Duomo, e Ghiberti, que era um artista mais famoso e mais reconhecido na época, acabou levando o prêmio. Desiludido, Fillipo deixou Firenze e rumou para Roma, onde muitas ruínas do antigo Império Romano ainda existiam e ele começou à estudá-las.

florenca-tratada

Vinte anos depois, quando Brunelleschi retornou à Florença, participou do concurso para a finalização da obra da Catedral que há muitas décadas estava sem a cúpula prevista no projeto original do final do século XII, e seu projeto acabou por vencer o seu “arqui-rival”. O seu projeto era visionário, fundamentado nos 20 anos que passou em Roma estudando todas as maravilhas do Império e principalmente a cúpula do Panteon. O que surgiu deste projeto, a magnífica cúpula de Brunelleschi como ficou conhecida, é considerado por muitos a mais importante realização arquitetônica da Renascença e até hoje se destaca na silhueta da cidade.

Descobrimos um vídeo super legal do Musei Italiani que mostra as técnicas construtivas que Bruneleschi empregou, o problema é que está em Italiano… Divirtam-se.

E afinal o que se come em Florença?

Bisteca alla Fiorentina e queijo pecorino são as delícias mais famosas da cidade. O queijo pecorino é feito com leite de ovelha, pecora em italiano, por isso seu nome, e é um delicioso e adocicado produto de denominação protegida DOP. A bisteca é um corte de filé bovino, grande e macio, de aproximadamente 5 cm de altura, grelhado com azeite, limão e ervas, sempre servido mal passado.

O azeite da região também merece destaque já que é um dos orgulhos da região da Toscana. O azeite vale um outro post, já que seu cultivo, colheita e processo produtivo são um capítulo a parte.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s