Culinária italiana: uma terra, tantas versões!

Falar de culinária italiana é como sair para passear em uma das cidades do bel paese, você acredita que sabe para onde vai, tem um plano traçado, mas quando abre a porta de casa e começa a caminhar, se depara com um sem fim, um labirinto de possibilidades e, de repente, está muito distante do ponto inicial. Mas essa é um das graças, dos prazeres de se aventurar, tanto por suas terras como por sua gastronomia e história. Elas se misturam e só se explicam juntas.

A história da culinária italiana se funde com a do próprio país, que remonta a um passado remotíssimo, pleno de conquistas e perdas territoriais, um império que durou tempo suficiente para dominar culturas, mas também para delas transportar aquilo que os antigos romanos julgavam de seu interesse. Por isso, de norte a sul, leste a oeste, em cada pequeníssima cidade, quando sentamos em uma mesa, encontramos alguns aspectos comuns e um sem fim de variáveis.

O que a Itália conseguiu unificar, se traduz em uma aparente simplicidade, ingredientes selecionados e de alta qualidade, o extremo cuidado no preparo e o orgulho que cada região tem de ter “la migliore” cozinha do mundo.

Sabemos que todos os caminhos levam a Roma, mas são estes os mesmos que levam para fora dela. Em todo o percurso histórico que culmina na conformação territorial italiana que conhecemos hoje, as migrações e imigrações sempre foram presentes e assim como levaram sua cultura gastronômica para o quatro contos do planeta, trouxeram o planeta para dentro da Itália.

Além da multiculturalidade resultante do encontro de diversos povos, o território italiano se traduz numa colcha de retalhos que se reunificou no papel, mas que na prática ainda vive, sob muitos aspectos, como se fossem pequenas províncias, com hábitos culturais e até línguas muitos diversas. Para ilustrar, a língua italiana, só se consolidou, após o final da segunda grande guerra mundial, até então o que se ouvia, eram os dialetos e estes são línguas distintas, como as que separam países. Este é um aspecto que explica o que queremos aqui contar da culinária deste pais: é uma terra com tantas versões de si mesma.

Para cada ingrediente, uma versão diferente para cada pequeno canto do pais. Cada receita, uma versão e uma eterna disputa entre regiões sobre sua origem, e a certeza que só a auto-estima elevada de todo italiano assegura, de que aquele prato, da sua região é a melhor versão que existe.

São tantas histórias e tantas versões. Te convidamos então, para nos acompanhar nestes labirintos,  conhecer e se deliciar com este universo de histórias e suas incontáveis versões!